2

Festa de Aniversário divertida, bonita e barata!

Esses dias eu tentava explicar para a mãe de um coleguinha do Gi como era uma festa de aniversário no Brasil. Escuta só: tem vó, vô, tio, vizinhos, cachorros, passarinho, amigos, amigos dos amigos, primos, tio de terceiro grau, todo mundo é bem vindo e sempre cabe mais um. Comida? Não falta! 10 tipos de salgadinhos, cachorro quente, maionese de legumes, Cap Cake, cascata de chocolate, pipoca, às vezes rola um churrasquinho, bolo, brigadeiro, beijinho, gelatina, sorvete, … a lista é grande e quanto mais “Cake”, mais “Pops” fica, 😉 ! Lembrancinhas, aluguel de brinquedos, de recreadores, de mesinhas e a decoração? Nossa! Não pode faltar por nada nesse mundo. Quem nunca pendurou na parede enfeites da Barbie, Hot Wheels, Mickey, Backyardigans, Peppa Pig não conhece a aventura (e o cansaço) de montar um evento desses em casa!

Sempre fiz isso, gostava de preparar tudo. Aprendi com minha mãe que ficava dias preparando a minha festa de aniversário e a da minha irmã. Então, de uns 15 ou 20 anos para cá (nossa tudo isso?! aff) os buffets apareceram e em troca de um saco grande de dinheiro prepararam tudo isso para nós, e a gente vai lá, curte e vai embora, sem ficar com a pior parte da festa que é arrumação, desmontagem de toda alegoria rsrs, e limpeza!

No final, as festinhas de aniversários no Brasil acabam assim: fotos lindas, criançada feliz, e dinheirinho (vários) voando da nossa carteira para nunca mais voltar.

É legal? Sim! É divertido? Sim! Todo mundo gosta? Sim! Mas viver aqui na Alemanha me fez repensar alguns valores (monetários inclusive) e mudar um pouco meus conceitos sobre festa de aniversário infantil e diversão.

A primeira festa de aniversário que fiz aqui na Alemanha eu nunca mais esquecerei. Foi logo que chegamos, tudo novo e a Melina completando 3 aninhos. Como sempre fazia no Brasil, preparei os convitinhos e levei para toda a classe, principalmente porque eles eram apenas 12 crianças. Para meu espanto, ou melhor para o espanto da professora, ela falou: “12 convites? Tem certeza?” E eu disse: “Sim, claro, estou esquecendo de mais alguém?

Depois fui atrás de comprar a decoração e cadê? Não achei! Encontrei apenas alguns pratos e copos de piratas, guardanapos de cavalos com flores na cabeça, sacos para lembrancinhas, algumas velas e bexigas. Depois, procurei na lista telefônica e na internet algo sobre recreação para festas e não havia nada, apenas um mágico há umas três cidades depois da minha. Foi então que a ficha começou a cair.

Bem, então fiz um bolo, brigadeiro, comes e bebes e esperamos pelos coleguinhas. Pontualmente estavam lá, os pais (todos) me perguntavam se não era muita criança e qual o horário que terminava a festa pois não estava escrito no convite. Foi então que descobri que festa de aniversário aqui dura no máximo 3 horas e que devemos convidar em média uma criança por cada ano do aniversariante! Aprendi que cachorro quente, bolo e uma bacia com pipino, pimentão e cenoura fazem a alegria das crianças. Bebidas: suco e água já está ótimo, ofereci coca cola para um coleguinha na última festinha do Gi e ouvi que coca não é saudável porque tem muita cafeína.

Na primeira festinha que fizemos aqui na Alemanha ficamos totalmente perdidos e foi aí que descobrimos que festa divertida é festa com atividades. Quais? O Gi, a semana passada por exemplo, foi em uma e eles fizeram um caça ao tesouro ao redor da casa, também confeccionaram um colar de pedra e fabricaram uma espécie de pipa.

Nós, depois de termos aprendido como funcionam as festas por aqui, já fizemos inúmeras atividades com a criançada: gincanas com bexiga, festa à fantasia, pintura de camisetas, bingo, campeonato de soletrar, futebol de botão, teve uma vez que fizemos junto com as crianças o próprio bolo do aniversário.

No final, as festinhas de aniversários na Alemanha acabam assim: fotos lindas, criançada feliz, orgulhosas de terem feito sozinhas muitas coisas e com um orçamento baixo, afinal, economizar dinheiro já é o maior presentão.

A lição que aprendi disso tudo é que nossas crianças vão gostar de tudo o que fizermos. Claro que se levarmos as crianças alemãs para os nossos buffets, por exemplo, elas vão amar. O contrário também é verdadeiro. Preparem uma festa para as crianças sem muito “luxo”, sem muitas “frescurinhas”, mas com atividades interessantes e verão como eles se divertirão igualmente.

Muitas vezes me peguei pensando aqui ao planejar a festa de aniversário dos meus filhos: “a não, não precisa disso tudo, só terão crianças na festa”. Então me pergunto: eu preparava toda aquela festança antes pensando nas crianças ou nos adultos? Quem é que gostava mais da decoração, eles ou eu?

Ás vezes me questiono sobre o consumismo exacerbado, o exagero e o modismo e vejo que uma festa de aniversário pode ser uma grande oportunidade e um grande momento para rompermos com esses novos (mas nem tanto) paradigmas.

Você também pode gostar de ler:

Organizando festa de aniversario infantil – Roteiro completo.

0

Dicas para alegrar ainda mais a Páscoa da criançada!

Olá mamães, amanha é Páscoa!! Tempo de alegria e renovação da vida. Para os cristãos, uma data especial, pois Jesus sacrificado, “amanhã” ressuscitará para toda a eternidade. Por isso na páscoa comemoramos a vida.

E para deixar este dia ainda mais alegre, recebi algumas dicas para fazer com as crianças que vocês vão adorar, querem ver? …


Texto e Receitas: Camila Giannoni, colaboradora do Blog A Super Mammy.

Oi pessoal, tudo bem? Pois é, a Páscoa está chegando e com ela vivemos momentos de reflexão, amor, perdão, muita oração e paz!! Mas sabemos também que nesse período é inevitável não lembrarmos do nosso simpático coelhinho da páscoa e dos deliciosos chocolates que ele nos traz, não é mesmo?

Por isso, este é o momento ideal para deixar a criatividade rolar e fazer a festa com a turma! Podemos organizar gincanas para encontrar o ovo, enfeitar comidinhas, fazer desenhos coloridos, decorar nossa casa para esse dia tão especial que é a Páscoa. E o melhor, com a ajuda dos nossos filhos!

Separei 5 dicas fáceis de fazer e tenho certeza de que as crianças vão adorar participar, vejam só:

1. “Cenourinha” feita de morango e chocolate: Separe os morangos, que devem ser lavados bem. Derreta no banho-maria o chocolate branco (cerca 250gr para uma caixa de morango). Depois de derretido chegou a hora de colorir o chocolate (as crianças adoram fazer isso!), você pode usar corante alimentar laranja, ou se não tiver basta misturar as cores vermelho e amarelo. P.S. pode ser qualquer tipo de corante alimentar, liquido, em pó, etc. Em seguida basta banhar os morangos no chocolate, cobrindo toda a sua superfície e deixar secar. O resultado é muito saboroso!

2. Garfinhos que parecem cenoura: Você vai precisar de: guardanapo laranja e talheres descartáveis verde. Basta enrolar o guardanapo envolta dos talheres, deixando uma parte à vista.Quando estiverem prontos você pode colocá-los numa cestinha, vão parecer cenouras que acabaram de ser colhidas! Fotor04192316353. Ovos coloridos: Vamos precisar de ovos e de tinta! O importante é furar delicadamente o ovo esvaziando-o completamente e higienizá-lo antes de entregá-los para as nossas crianças. Lembrando que o ovo pode ser aproveitado para alguma receita, assim não ocorrerá nenhum desperdiço. O próximo passo é deixar a imaginação dos baixinhos rolar. O resultado é bem divertido e alegre, podemos enfeitar nossa casa colocando os ovinhos já coloridos dentro de algum vaso por exemplo! 4. Sucos de coelhinhos: Vamos precisar de caixinhas de sucos ou de leitinho, papel branco, canetinhas ou lápis de cor, cola e tesoura, de preferência sem ponta. O primeiro passo é medir o tamanho da caixinha de suco, para poder cortar o papel do tamanho correto. Em seguida, iremos fazer o molde das orelhinhas do coelho e cortá-las. Depois de cortadas podemos encapar nossa caixinha de suco e colar as orelhinhas. Então é só pintar o rostinho do nosso simpático coelhinho!!! 5. Envelopes recheados: Material necessário: Envelopes brancos, papel branco, canetinhas ou lápis de cor, cola, tesoura sem ponta e balas/chocolatinhos para rechear os envelopes. No papel branco desenhamos o molde das orelhinhas, em seguida cortamos e colamos na parte de trás do envelope. Na parte da frente desenhamos o rostinho do nosso coelho. Depois de pronto podemos rechear o envelope com as guloseimas que preferimos. Essa é uma ideia muito rápida, prática de fazer e muito barata.

Seus filhos podem presentear seus amiguinhos, vovôs e vovóss ou priminhos com algo feito por eles mesmos, com certeza vão se sentir orgulhosos disso!!

O que vocês acharam? Eu com certeza irei fazer em casa com a criançada, pois é sempre bom estimular a criatividade deles. Um grande abraço e boa páscoa a todas as famílias!!!


Mamães, espero que tenham gostado, eu achei muito interessante e já até fizémos algumas dessas dicas hoje aqui em casa. Uma ótima Páscoa para todas vocês e para seus familiares. Um super beijo 💋 asupermammy.com

0

Ovos coloridos para a Páscoa – uma tradição Alemã!

A Alemanha é cheia de tradições, e cada estação do ano nos revela a criatividade desse povo acolhedor e simpático. A primavera aqui está chegando, essa é a época mais bonita para visitar e passear por aqui. Junto com a chegada da primavera, acontece a quaresma. E como não poderia ser diferente, os alemães enfeitam suas casas para esperar a Páscoa!

Fotor031295537

Algumas tradições aqui da Alemanha para a época da Páscoa.

A Páscoa com certeza é a maior e mais importante festividade cristã na Alemanha, que mantém vivas várias tradições tais como colorir ovos, procurá-los no jardim, assar bolos especiais e acender velas e fogueiras.

Os ovos

Na minha primeira páscoa na Alemanha, demorou para “cair a ficha” até entender que os ovos de chocolates aqui dão lugares aos ovos cozidos coloridos! Uma troca não muito gostosa (pelo menos para mim, nunca gostei de ovo cozido!) mas cheia de cultura, religiosidade e tradição.

Isso porquê enfeitar e colorir ovos de galinha acontece desde o século XII, quando a igreja católica iniciou o costume de abençoar os ovos, que simbolizam a ressurreição de Cristo e o início de uma nova vida. A pintura e a decoração diferenciavam os ovos benzidos dos outros.

Até hoje esse costume é vivo aqui na Alemanha, e podemos ver os ovinhos coloridos nas escolas, no kindergarden, nas casas, lojas, igrejas, enfim em todo lugar!

Os ovos no jardim

Alguns dias antes da páscoa, podemos ver nos jardins das casas, os ovinhos coloridos espalhados e escondidos atrás de vasos, arbustos e da própria decoração pascal. Na manhã do domingo de páscoa, as crianças participam de uma brincadeira: caça aos ovos escondidos no jardim!

Como fazer ovos de galinha para decorar?

A preparação dos ovos envolve toda a família. Existem duas formas:

  • Ovos ocos: Primeiro é necessário esvaziar os ovos e para isso fura-se a base e a ponta do ovo ainda cru. Quanto menor o furo melhor. Deixe escorrer bem. Depois, lave-os cuidadosamente e deixe secar por um dia. Esses ovos são bons para serem usados na decoração de guirlandas, vasos, pendurados em galhos secos e janelas.
  • Ovos Cheios: Primeiro é necessário levá-los ao cozimento e depois de frio, pintá-los com bastões de tinta, anilina dissolúvel, papel crepom ou até canetas com tinta comestível. Esses ovos podem enfeitar a mesa no dia de Páscoa e são eles que as crianças procuram no jardim. Também, as pessoas costumam trocar os ovos cozidos pintados à mão, presenteando familiares e amigos.

Coelho da Páscoa

Assim como no Brasil, o coelho é fortemente relacionado à Páscoa. Essa associação remete a uma crença alemã – e de outros povos antigos – de que o ovo é o símbolo da fertilidade e da nova vida em crescimento.

Cidade do Coelho da Páscoa

Papai Noel mora no Polo Norte e o coelhinho, claro, só poderia morar aqui na Alemanha! Ostereistedt é uma cidade que vive o ano inteiro esse espírito da Páscoa, também não poderia ser diferente, seu nome significa “Cidade do Ovo de Páscoa”.

Lá existe um parque, onde crianças podem passear e brincar com o Hanni Hase, o coelhinho da Páscoa. Inúmeras atividades como fazer a caça aos ovos (esses sim de chocolate) escondidos no bosque, passear de pônei, e muitos mais, transformam esse lugar especial para as crianças!

Fogueira e Velas

As celebrações de “Ostern” (Páscoa, em alemão) não se limitam às tradições cristãs, mas incorporam elementos da mitologia germânica. Segundo o mito, a festa contempla a chegada da primavera e representa a vitória do sol sobre o frio do inverno. Em algumas regiões, é comum acender fogueiras (Osterfeuer). O fogo tanto é o símbolo do sol, como da chama da fé, estando ainda ligado à purificação. Desde antigamente, a “limpeza de Páscoa”, na Alemanha, começa no pátio da igreja, onde os fiéis juntam restos de madeira, galhos e as ramas secas que sobram do Domingo de Ramos. Faziam uma grande fogueira, a ser acesa na noite de sábado para domingo. Nessa fogueira, acende-se a Osterkerze, a vela da Páscoa, que é levada para a igreja, que está às escuras, em procissão. Na ocasião, os fiéis cantam três vezes a canção Lumen Christi, a luz de Cristo.

osterkerzen2014__480

Culinária

A culinária alemã de Páscoa inclui a Osterzopf, uma decorativa rosca, na qual, depois de assada, podem ser colocados os ovos cozidos; o Osterlamm (cordeiro da Páscoa) não se trata de cordeiro assado – tradição judaica – e sim de uma massa assada em formas especiais, no formato de cordeiro; a Möhrencremesuppe, uma sopa com o legume preferido do coelhinho, a cenoura; e, por último, o Osterbraten, o assado de Páscoa, servido no domingo, que pode ser qualquer tipo de carne, não necessariamente cordeiro.

No Brasil, na Alemanha, e em qualquer lugar do mundo, a Páscoa é uma festa religiosa, onde se celebra a vida do Cristo ressuscitado. Por isso, para as mamães que acreditam, fica a dica de focar mais no real significado da Páscoa com a criançada, deixando o lado comercial de fora desta importante celebração.

Você também pode gostar de:

Ovos de Páscoa: não se deixe levar! Dicas para a hora das compras.

1

Ovos de Páscoa: não se deixe levar! Dicas para a hora das compras.

Olá mamães, acabou o carnaval e pelo que li, os mercados brasileiros já estão lotados com as fileiras e mais fileiras de ovos de chocolates. Todos ali pendurados prontinhos para serem devorados antes mesmo da páscoa. Afinal, a tradição de comer o ovo apenas na Páscoa, para muitos se acabou.

O que é triste, pois a criançada perde mais uma vez a oportunidade de sentir o doce gostinho da espera por algo desejado, e já entra na onda da comilança e do consumismo. Aproveito para convidá-los a comprar apenas um ovo de páscoa para cada criança, e ainda entregá-lo somente na páscoa. Será uma experiência recompensadora, que trará apenas benefícios, inclusive financeiros, afinal os ovos estão a cada ano mais $algados!

Segundo o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) os ovos chegaram até 10% mais caros este ano nas lojas. O que não é nenhuma novidade! Afinal, todos os anos eles aumentam e todos os anos os brasileiros compram mais e mais ovos. Para se ter uma ideia, este ano é esperado um crescimento nas vendas dos ovos de 30%! São muitos milhões saindo do bolso dos brasileiros e indo direito para as mãos dos 12 empresários do ramo no país. iStock_000008533857Medium

O que fazer? Seguem 5 dicas:

  1. Reflita! Para que tantos ovos? É uma real necessidade? Precisa ser o maior? O mais caro? As crianças brincam mesmo com aquelas bugigangas chamadas de “brinde”?
  2. Caso queira comprar, escolha apenas 1 ovo por criança. Mais é desnecessário e prejudicial a saúde.
  3. Os ovos de chocolates caseiros são muitas vezes mais gostosos e podem ser até 70% mais baratos do que os industriais.
  4. Para as crianças, fazer o seu próprio ovo, decorar, embrulhar e apenas desembrulhar na páscoa, pode ser uma experiência MARAVILHOSA. Experimente!
  5. Pense sobre o verdadeiro significado da páscoa.

Recebi a visita de uma amiga querida que trabalha na indústria de doces. O trabalho dela é um sonho, testar e experimentar balas, chicletes e chocolates!! Já pensou?! Bem, ela veio fazer um curso aqui na Alemanha e passou para nos ver e durante a conversa nos contou o porquê os chocolates estrangeiros são tão diferentes dos brasileiros.

Não se deixe enganar!

Ela nos disse que um chocolate para ser considerado chocolate mesmo precisa ter no mínimo 35% de cacau. Mas no Brasil, a regra é outra, e eles já consideram chocolate produtos que apresentam 25% de cacau.

Porém, muitos chocolates comuns vendidos no Brasil, produzidos pelas grandes indústrias, não podem ter esse nome de “chocolate” porque não são feitos nem com o percentual mínimo de cacau exigido pela legislação.

Segundo Marco Lessa, produtor de cacau, presidente da Associação de Turismo de Ilhéus e organizador da feira de chocolate, que reúne agricultores e pequenas indústrias:

“O que o brasileiro encontra nas prateleiras de supermercados, vendido como chocolate, é apenas doce, não chocolate… Estimo que um terço dos chocolates estejam nessa situação. Esses não devem ter nem 5% de cacau.”

A Abicab (Associação Brasileira da Indústria de Chocolate, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados) emitiu uma nota, dizendo que os produtos feitos com menos de 25% de cacau são considerados doces com “sabor de chocolate”.

A entidade, que representa as grandes indústrias, como Nestlé e Garoto, não comentou a suposta irregularidade no percentual de chocolate informado nos produtos nacionais.

Ainda, segundo uma pesquisa divulgada em março do ano passado pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) conclui que há falta de informação nos rótulos dos chocolates brasileiros. Entre 11 marcas de chocolate ao leite pesquisadas, apenas uma informou o percentual de cacau na embalagem. As outras dez não fizeram nenhuma menção à quantidade.

Por isso cuidado na hora das compras!

Boa sorte, mamães.

0

Eba! A nossa festinha de Carnaval foi muiiito legal!

Quem disse que carnaval no frio é chato? Aqui em casa, a alegria esquentou os nossos pequenos foliões e deu um chega para lá no inverno gelado da Alemanha!

Fotor030603116

Preparamos uma matinê, afinal é tempo de carnaval! e foi bem interessante e divertido. Tudo bem que eu tive a ideia maravilhosa de dar para a criançada 3 sacos de confetes, o que rendeu muito trabalho para deixar tudo em ordem depois. Mas valeu! (Mesmo sabendo que vou encontrar confete pelos próximos meses em algum cantinho da casa).

Alemão é super, hiper, mega, pontual e 10:03 da manhã (a festinha foi das 10 ao meio dia) todas as crianças já estavam aqui. Então demos inicio às atividades. O que fizemos?

Desfile de fantasias

Logo que chegaram, fizemos uma roda e cada criança foi falando do que veio fantasiada, quem pensou na fantasia, se fizeram ou se compraram, etc… Também, podiam cantar, dançar, imitar um personagem, ou fazer um som. Gastamos uns 15 minutos nessa atividade.

Estátua

Depois, ligamos o som e dançamos à beça! Comprei um CD de músicas de carnavais alemãs e misturei com as músicas brasileiras, foi muito legal. Brincamos de estátua – aqui as crianças chamam essa brincadeira de Stop-Music.

Guerrinha de confetes

Com certeza a hora mais divertida da festa, é muito gostoso jogar confete para o alto. Principalmente sabendo que não precisa limpar – o que não era o meu caso, então reduz aí a minha alegria rsrs

Recriando o modelito

Pegamos a caixa de fantasias e acessórios lá do quarto de brincar e cada criança podia pegar o que quisesse para mudar a cara e o estilo da sua fantasia. Então, depois dessa transformação, estavam presentes na minha sala o “Darth Vader ciclista”, a “Índia chic indo às compras”, o “Mexicano loiro”, o “bebê macaco Chaplin”, o “jogador do Bayer ninja”, o “pirata só pirata mesmo”, o outro “Darth Vader cavalheiro da Contrada da Torre”, a “princesinha de guarda-chuva”, o “Crocodilo arqueiro” e eu, “fantasiada” de “mãe louca que chamou 10 crianças para bagunçar a la vonté seu apartamento”!

Pintura

As crianças aqui amam colorir, então toda festinha tem que ter tinta, telas de pintura ou papel, lápis e canetinhas. Foi legal e montamos um painel com todos os desenhos. Juro que a primeira coisa que um dos convidados (de 7 anos!!!!) fez no papel foi escrever funções matemáticas. Assustei geral! rsrsrs

Café da manhãFotor030610112

Depois da farra dos “AmendoBobos” (assistimos ontem ao filme do Bob esponja pela milésima vez, e rimos como se fosse a primeira, como sempre!) a criançada estava com fome e sede. Então, fizemos um café da manhã com espetinhos de frutas, palitos de queijo com tomate e só de queijo, lanchinhos com geleia de morango, outros com requeijão e queijo, suco… Deu tudo certo!

Brincadeira livre

Quando já era umas 11:40 deixamos as crianças livres para brincar no quarto de brinquedos ou na sala mesmo, juntando os confetes do chão e jogando tudo de novo para cima!!!! Fotor030605423

Os alemães, no geral, são muito gentis e prestativos. Só encontro gente adorável em nossos caminhos e agradeço muito. Afinal, morar num país longe da família e amigos não é uma tarefa simples. Todas as crianças trouxeram alguma coisa sem nós pedirmos: ganhamos flores, caixa de merengue, caixa de chocolate, um saquinho com conchas e pedrinhas, revistinhas para ler…

Meio dia os pais estavam pontualmente aqui em casa, maravilhados com nossa festança e espantados com a quantidade de confetes pelo chão rsrsrs

Avaliando a festinha, de 0 a 10, dou a nota 1000!!! Valeu muito, uma lembrança inesquecível para os meus filhos e para o papai, animador oficial da festa, que ficou assim depois da criançada ir embora: img_5478

5

Tempo de Carnaval!!

Olá mamães!

Sábado as crianças pensaram na possibilidade de fazermos uma festa de carnaval aqui em casa. Achamos a iniciativa legal e passamos o domingo todo organizando e tendo idéias para a festinha, que acontecerá aqui em casa no sábado de manhã!

Aqui na Alemanha o carnaval também é comemorado, tem desfiles e tudo. Existem cidades que decretam férias escolares no período. Durante os desfiles, todos usam fantasias e são distribuídas balas para os foliões! A cidade de Colônia (Köln) é super conhecida pela festança. Fotor022422494

Nessa época, qualquer mercado que você entrar vai encontrar fantasias, perucas e acessórios para o “Karneval”, como é conhecido aqui. Os preços são bem acessíveis e todo mundo experimenta a fantasia na loja mesmo, o que acaba virando uma diversão!

Achei legal compartilhar com vocês essa nossa experiência mesmo antes de realizá-la. Quem sabe vocês não se sintam inspiradas e organizam uma matinê com os filhotes e seus coleguinhas em casa ou no salão de festas do prédio!? Ainda da tempo!

Vejam o “passo a passo” da nossa organização!

1. Lista de convidados: Estipulamos que o Gi e a Me poderiam escolher para a nossa festa, quatro amiguinhos cada um, afinal, somando todos teremos 10 crianças pulando carnaval dentro de um apartamento!

2. Convites: Passamos a manhã do domingo recortando, desenhando e enfeitando nossos convites. A festa será no sábado das 10:00 ao 12:00. Eles ficaram assim: Fotor0224231563. Cômodos permitidos: A festa está liberada para acontecer apenas nas salas e no quarto de brincar. Fecharemos as portas dos outros cômodos, caso contrário minha cama vai virar um trampolim!

4. Músicas: Nós temos alguns CDs de músicas de carnaval do ano passado, inclusive esse aqui, que adoramos: PC027-BAIXA5. Comidinhas: As crianças foram pensando nas comidinhas e nós fomos orientando para que fosse algo mais saudável. A festa acontecerá cedo, então teremos um cardápio simples de café da manhã. Vejam só:

  • Espetinho de frutas
  • Milho cozido
  • Bolo de cenoura
  • Pão de forma com requeijão, presunto e queijo
  • Suco de cenoura com limão e laranja

6. Brincadeiras: Faremos um desfile de fantasias, pintura no rosto, fotografias divertidas e uma mini gincana.

Mas a principal dica é:

Arrastem os móveis, enrolem o tapete e não esqueçam de tirar tudo o que quebra da sala!!!

Segunda que vem conto como foi… Beijos e boa diversão!

16

Organizando festa de aniversário infantil – Roteiro Completo

Olá mamães, o assunto de hoje é pura diversão!!!

E como gosto disto! Organizar festas e eventos é algo prazeroso para mim. Que eu me lembre, faço isso desde os meus 10 ou 11 anos de idade, meus amigos não me deixam mentir! Foram festas juninas no prédio, aniversários surpresas, a festa da minha formatura da oitava série, feiras de turismo no colégio, meu casamento, aniversário das crianças e agora, o casamento da minha irmã.

Mas nem só de sorrisos é feito um evento. Os preparativos podem ser chatos se não forem bem planejados. Por isso, se organize e deixe o stress longe da sua festa! Seguindo o roteiro passo a passo do Super Mammy, você garante a diversão e ainda evita o desperdício de tempo, dos “comes e bebes” e do dim dim.

Passo a Passo:

1. Estipule o budget. O quanto planejou para gastar na festa é o que vai influenciar nas escolhas dos próximos itens, por isso deve ser a primeira coisa a se pensar. Lembre-se que para as crianças tudo é festa, então não gaste além. Dá para fazer bonito com o pouco.

2. Faça uma lista de convidados. Qual a ideia, chamar apenas as crianças da escola ou toda a família? Separe uma folha e escreva o nome de todos os convidados. Depois, conte e anote em vermelho: número de crianças até 2 anos, número de crianças a partir de 3 anos e a quantidade de adultos.

3. Escolha um data e um horário. Pegue o calendário, pense na data certa, certificando-se que não possui nenhum evento no dia da festa e no dia anterior (preparativos). A hora da festa vai depender da idade do aniversariante. Não é legal cantar parabéns com a criança dormindo no seu colo ou quase! Por isso, pense bem antes de escrever os convites.

4. Procure um lugar. Pode ser em casa, chácara ou salão. Depois de ter feito a lista, você já sabe o número de convidados e pode definir o tamanho do espaço que precisa. Caso escolha fazer fora de casa, em uma chácara ou salão de festas, faça um orçamento com no mínimo três lugares diferentes e vá visitá-los. Fotos na internet enganam. Uma vez fui conhecer um local, realmente era bonito, mas tinha um cheiro desagradável demais. Aqui vale o famoso “ver para crer”!

5. Aluguel de mesas e cadeiras. Assim que “encontrar o lugar certo” e fechar a data, ligue e faça a reserva das mesas e cadeiras. Para um número de 50 convidados, por exemplo, você vai precisar de 14 a 16 mesinhas de quatro lugares (convidados, mesa do bolo, doces e som). Lembre-se que a criançada não para muito sentada, às vezes só para para comer o bolo e olhe lá. Alugar somente a cadeira para eles pode ser bom, além de economizar espaço e dinheiro.

6. Pense em um tema. Na verdade, diga para seu filho pensar em um. Não esqueça que a festa é para ele. Vale dar sugestões e passar algumas horas imaginando com eles ideias. Gosto de temas simples e originais, como festa junina, café da tarde ou café da manha, festinha das flores ou dos transportes aéreos, por exemplo. Mas isso é muito pessoal. Assim que escolher o tema, você pode ir até o google imagens e digitar “tema de festa infantil Sininho”, por exemplo. Vão aparecer muitas dicas sobre o tema.

7. Convites. Local, data, horário e tema escolhidos? Sim! Então a vez do convite chegou! Experimente fazer você mesmo. Com a colaboração do aniversariante o convite ficará mais especial ainda. Deixe-o escrever no convite ou fazer um desenho se a criança não souber, ainda, escrever. Para os pequeninhos, pintar as pontas dos dedinhos com tinta para pintura facial como assinatura é uma ótima ideia. Coloque os principais dados (endereço, dia, horário, idade do aniversariante e, para quem quiser, a confirmação da presença).

8. Escolha o cardápio. Com o tema definido, agora é hora de calcular as comidas, bebidas e bolo. A quantidade vocês verão na tabelinha que fiz para vocês. Para quase todos os tipos de festa o cardápio salgadinhos, hot-dog, pipoca, bolo e docinhos é uma ótima opção. Mas você pode acrescentar o que quiser (nuggets, batata frita, maionese de legumes, lanche de metro, algodão doce, gelatina, sorvete de palito,…) . Para um cardápio típico, como nos temas fazendinha, festa junina, cocoricó, galinha pintadinha, café da manhã/tarde e outros, pode-se acrescentar paçocas, bolo de fubá, milho cozido, pé de moleque, cuscuz, caldinho de feijão, lanche de pernil. Hum… deu água na boca!! Sobre as bebidas pode comprar sucos, água, todinhos, água de coco e refrigerantes. Não compramos cerveja nas festinhas das crianças, mas isso é nossa opção, cada um é quem sabe.

9. Organize a decoração. Nessa hora vale a pena pensar: “vou decorar a festa para quem?”. Aqui na Alemanha, como as festas são “só” para as crianças, percebi que que não perco mais tanto tempo com a decoração como perdia fazendo as festinhas no Brasil. E isso me levou a refletir sobre os exageros na hora de decorar. Não precisa colocar a fotinho das crianças em tudo que vai oferecer (guardanapo, copinho,pratinho, garrafinhas, docinhos…), é bonito, mas muitas vezes o menos é mais! E, ainda, economizamos.

10. Organize as brincadeiras. Gaste mais tempo com isso. Aprendi por aqui que as crianças se divertem com brincadeiras e atividades organizadas previamente e vale tudo: gincanas, bingo, competição de perguntas, gritos de guerra, pintar camisetas ou telas. É divertidíssimo!

11. Produtos descartáveis. Papel toalha, velas para o bolo, guardanapos, copos descartáveis (para criança é ótimo por causa do perigo do copo de vidro), pratos, garfinhos, saquinhos de pipoca, de cachorro quente, toalhas de mesa, etc… Primeiro, pense no cardápio e depois, item a item vai imaginando como será servido, anotando tudo o que precisa comprar. A festa vai ser fora de casa? Não esqueça então de levar espátula de bolo e fósforo para velinha. Quanto comprar? Vejam na tabelinha que preparei logo mais.

12. Não esqueça do som. Pense qual aparelho de som levar e no tipo de música que irá tocar no aniversário da criançada! Sei que é do gosto de cada um, mas tem cada letra que assusta! Além disso, se o aparelho de som aceitar Pen Drive ou MP3, melhor ainda. Não precisará ficar trocando o CD a cada 30 minutos!! Prepare uma coletânea antes.

13. Caixa ou local para os presentes: Abrir ou não os presentes na hora da festa? Na minha época essa era a melhor hora, e os amiguinhos curtiam cada desembrulho junto comigo, principalmente minha irmã! rsrrs Bem, o outro lado é que se acriançada começar a brincar os presentes, podem perder pecinhas, trocar as caixas, sujar roupas, enfim, aquele fuzuê. Com meus filhos combino assim: podem desembrulhar para ver o que é durante a festa, e só depois dela, abri-los. Os presentes podem ser guardados em caixas grandes ou baús enfeitados, ou sob uma mesa.

14. Lembrancinhas. Opções aos montes existem por aí, combine com o tema e escolha a sua! Para quem fizer saquinho surpresa, uma dica é: nada de guloseimas! Coloque um bloquinho de papel, lápis de cor ou um livrinho e apenas um doce no saquinho.

15. Foto e filmagem: Primeira pergunta a fazer é: chamar um profissional ou não? Acho lindo! Mas tudo vai depender do dinheiro disponível para o evento. Caso escolha fotografar ou filmar sozinha, lembre-se de carregar as baterias e ter um cartão de memória com capacidade livre. Também, combine com alguém para fotografar para você na hora do parabéns.

16. Lixo reciclado: Na festa infantil se produz muito lixo descartável. Vamos reciclar estes plásticos? Não esqueça de espalhar pela festa lixinho ou saquinhos para os recicláveis, coloque uma plaquinha diferenciando-o do lixo comum.

Lembrem-se que o mercado oferece um mundo de opções, mas que você não precisa entrar na moda. Siga suas possibilidades e crie.

Curiosidade:

Aqui na Alemanha a maioria das crianças pode escolher uma quantidade certa de convidados. (Eu convido toda a classe e os pais ficam me perguntando se darei conta! rsrsrs) A regra que vale para a grande maioria dos alemães é chamar 1 criança para cada ano de vida do aniversariante. Portanto, se eu seguisse a regra, no próximo aniversário do meu filho ele poderia escolher oito amiguinhos e minha filha 6! Já o bebê…tadinho!

Aqui estão as tabelinhas, (são calculadas com a base: festa de 4 horas)

produtos (2)e

comes e bebes

Essa matéria ajudou? Escreva para Super Mammy e compartilhe sua experiência!

Beijinhos nos filhotes!