Lição de casa: como agir para ajudar (e não atrapalhar) seu filho?

A lição de casa já foi um problema para minha família. A falta de concentração nas atividades durante a lição de casa do meu filho, fez com que eu repensasse a minha postura como mãe, a mesa de estudos apropriada, o ambiente da casa e, até mesmo, o meu olhar enquanto pedagoga.

Conversei com a professora do meu filho sobre algumas questões, e ela despertou em mim ideias e pensamentos em torno dessa tarefa. Isso abriu-me o horizonte e fez com que eu entendesse e, realmente ajudasse meu filho na hora da Hausaufgaben (lição de casa em alemão).

Montei um material sobre esse assunto e gostaria de compartilhar com vocês. Ser mãe não é fácil. Mas vamos lá, porque compensa e muito!!!

tarefa de casa

Lição de casa é tarefa para os pais ou para os filhos?

Essa foi a primeira pergunta que a professora fez para mim, talvez porque ela tenha percebido logo a minha aflição. Minha resposta imediatamente foi: para os dois! Ela balançou a cabeça e disse: “não, a lição de casa é tarefa para seu filho.”

O objetivo da tarefa de casa, segundo a pedagogia alemã, é reforçar o que foi aprendido na escola, fazer vir à tona as dúvidas não pensadas durante a sala de aula, educar a criança ao estudo independente, para que possa sozinha organizar-se, auto avaliar-se e sobre tudo, ser livre para ir além.

E isso não quer dizer que nós não precisamos ajudar na hora da lição de casa. Significa apenas que os pais precisam saber seus deveres e seus limites.

No fundo, o que ela quis me dizer é que nós pais não devemos agir como professores particulares na hora do dever de casa, devemos apenas proporcionar a eles um ambiente para que possam desenvolver suas tarefas. Afinal, o professores querem e precisam ver os erros dos nossos filhos.

Mas nós pais não recebemos treino para isso!

Nem para ajudar na lição de casa e nem para todo o resto! Seria uma maravilha se filho viesse com manual, né? Rsrsr E sabe por quê não vem? Porque cada criança, cada filho, cada ser humano é único e possui suas necessidades próprias, suas qualidade únicas e seu particular modo de pensar.

Durante a tarefa escolar algumas crianças precisam simplesmente de mais apoio do que outras. Os pais devem oferecer essa ajuda na medida certa para cada filho.

Estabelecer uma relação de confiança com o professor, conversar com outras mães e pesquisar um pouquinho sobre o assunto, são formas de ajudarmos nossos filhos a terem um bom desempenho nesta tarefa, e como consequência, na vida escolar.

E tempo para dar conta de tudo?

Existe um determinado momento que a vida escolar domina a vida familiar, e muitos pais sentem-se responsáveis pelo desempenho escolar de nossos filhos. E somos? De certa forma sim. Mas devemos deixar de lado a preocupação e darmos espaço para que ações acertivas apareçam, e nos livrem dessa consciência auto punitiva.

Primeiro porque existe um sistema escolar por trás dos nossos filhos. Um sistema que organiza, planeja, aplica, avalia, discute e reformula todo o conteúdo de aprendizagem de acordo com as etapas sociais e cognitivas que nossos filhos passam. È preciso confiar na escola de seu filho.

Segundo, porque somos “apenas” pais. É a escola e os professores os maiores responsáveis na hora dos estudos e do aprendizado escolar.

Mas precisamos estar atento a tudo. E para estar atento, é preciso estar presente. Eis o ponto. Falando como pedagoga agora, uma das maiores desculpas na escola, é a falta de tempo dos pais. Digo “desculpas” porque muitos pais arrumam tempo para tudo, menos para a lição de casa do filho. Sei que existem pais que trabalham a noite, que viajam, sei disso, não me refiro a esses pais, isso acontece aqui também. Quando falo em desculpas me refiro aos milhares de mães e pais telespectadores de novela (por exemplo), que todos os dias arrumam um tempinho para assisti-las, mas deixam de lado assuntos reais, como o desempenho escolar do filho. Estou sendo um pouco dura, mas isso é realidade em todas as escolas do nosso país. Por isso, quando falamos em tempo, eu pergunto: O que é mais importante para você do que a vida de seu filho? Arrume um tempinho para ele.

E por falar nisso, quanto tempo é necessário para a realização da tarefa escolar?

Especialistas afirmam que nos 2 primeiros anos do ensino fundamental, 30 minutos são o suficiente para a realização da tarefa, mais do que isso, causarão efeito contrário ao objetivo de incentivar a independência nos estudos. Esse período aumenta para 1 hora nos próximos anos da escola, chegando a 90 minutos no ensino médio. (Esse tempo é uma média, em dias de trabalhos mais bem elaborados ou em grupo, esse tempo pode aumentar.)

Mas e se meu filho precisa de muito mais tempo do que o proposto?

Primeiro tem que ser observado um ponto: a lição de casa está exagerada? Conversar com a escola é o melhor a fazer quando perceber que a quantidade de tarefa é realmente grande. Vale lembrar que após o período escolar, é preciso reservar um boa quantia das horas para momentos de lazer. E a escola deve programar as lições de casa pensando nesse aspecto também.

Agora, se as lições de casa duram horas ou até mesmo uma tarde inteira (o que era meu caso), algo de errado está acontecendo e mudanças devem ser realizadas. Mas não se assutem, mamães, na maioria das vezes com soluções simples damos um jeitinho nessa questão.

Qual o momento certo para a realização dessa atividade?

Para começarmos a pensar numa melhora no rendimento e tempo da lição de casa, primeiro é preciso pensarmos qual o melhor momento para fazê-la. E melhor do que ninguém para responder esta questão, são os nossos filhos. Nada mais justo, são eles que farão a lição de casa!

Claro que se a gente perguntar assim: “Filhinho que horas você quer fazer a lição?”, muitos responderão: “Nunca, amanhã, semana que vem, ou depois do filme, do futebol ou da janta!”. É aquela velha história: “quem pergunta o que quer, ouve o que não quer!”. O que quero dizer é que um dia de escola é desgastante, e cada criança responde a este dia de forma diferente.

A lição de casa é uma tarefa diária, isso é um fato. Mas algumas crianças irão preferir fazer a lição primeiro, para assim ter a cabeça livre de preocupações. Outros, precisam de um tempinho para descansar ou bater um papo, esfriar a cabeça. Tem aqueles que a lição de casa só funciona depois de uma sonequinha. Essas são necessidades diferentes que devem ser levadas em conta na hora de planejarmos a lição de casa.

Às vezes, mesmo querendo ajudar, atrapalhamos a lição de casa dos nossos filhos. Por que?

Às vezes erramos por amor, por excesso de zelo, ou por acharmos agir certo em uma determinada situação. Por isso adoro ler sobre educação de filhos, a gente sempre está aprendendo, se reciclando. E vocês também gostam, por isso estão aqui no blog! É prazeroso, afinal fazemos isso pelos nossos filhos, que são os nossos maiores tesouros!

Mas ajudar na tarefa escolar não é fácil, porque de certa forma, estamos ali do lado “ocupando” um lugar que durante o período escolar, pertence ao professor. Por isso erramos. O lugar do professor não deve ser ocupado, ele não deve ser substituído. Nosso papel é preparar um ambiente propício para a realização da tarefa por nossos filhos, e só. O professor é um profissional e sabe ensinar porque foi formado para isso. Nós estamos longe de sermos este profissional. E nem precisamos ser.

A distância emocional existente entre pais e filhos é quase nula, e essa interferência com a atividade escolar pode ser prejudicial. Quero dizer que o professor corrige, ou até mesmo dá uma bronquinha, enquanto profissional. Ele jamais vai gritar coms eu filho, vai corrigir de forma pejorativa, ameaçadora.

Já os pais, por terem essa aproximação emocional, misturam com frequência esses papéis, confundindo ainda mais a cabeça do filho, que não saberá se deve responder enquanto filhos ou alunos. A falta de paciência por parte dos pais surge nessa hora, e um conflito para uma criança que precisa de mais atenção na hora da lição de casa é desnecessário.

Outro ponto em que atrapalhamos mais do que ajudamos, é o fato de muitos pais possuírem a tendência de antecipar as respostas dos exercícios de forma rápida, oferecendo soluções. A criança não possui tempo para pensar e desenvolver as questões, e acaba perdendo a motivação para os trabalhos de casa. Dessa forma, os pais prejudicam o comportamento de aprendizagem do filho.

Já ouvi relatos de pais que agem por meio da chantagem, “se não fizer lição de casa vai perder o vídeo game”, ou ainda “se você não parar com isso vai ter que fazer lição de casa agora!”. Como se a tarefa escolar fosse um castigo.

Mamães, esses são os primeiros aspectos que devemos pensar na hora de ajudar (e não atrapalhar) nossos filhos na tarefa escolar. Eles são pequenos e precisam de um ambiente tranquilo para realizarem suas tarefas. Precisam também brincar, então parem de reclamar de pouca lição! Rsrsrs. Tudo tem que ser na medida certa!

Escrevi algumas dicas práticas para ajudar nesta questão das tarefas.

Não deixem de ler: O que atrapalha x O que ajuda, na hora da lição de casa.

Beijinhos e uma ótima sexta!!!

Super Mammy

Anúncios

4 comentários sobre “Lição de casa: como agir para ajudar (e não atrapalhar) seu filho?

  1. “Super Mammy”, super me identifiquei com esse artigo, principalmente porque estou muito mal comigo mesma por ter tido uma crise durante a lição de casa do meu filho (7) e agora percebi que realmente estava fazendo tudo errado, e se tivesse lido antes com certeza estaria sem essa culpa enorme. Espero voltar e dizer que deu muito certo e valeu a pena!!! Obrigada!

    • Oi Solange, vou torcer por vocês. Não se culpe muito, eu sei que a gente se culpa sempre, mas tudo o que fazemos por eles vem do coração e é pensando no bem, mesmo que na hora a gente se complica toda. Aqui em casa é assim também, com quatro filhos sigo sempre errando… mas refletindo e aprendendo também. Acho que esse é o nosso maior desafio. Com Carinho, Carol.

  2. Pingback: Lição de casa: como preparar o ambiente? | Super Mammy

  3. Pingback: O que atrapalha x O que ajuda – Hora da lição de casa. | Super Mammy

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s