100 coisas que mudaram na minha vida depois dos filhos.

01. Agora sei que a felicidade mora dentro das pequenas coisas.

02. Sair de cabelo molhado é sinônimo de que pelo menos deu para tomar um banhozinho.

03. A sala já não é mais a mesma.

04. Dou muito mais valor a minha mãe e ao meu pai.

05. Unhas feitas não são mais prioridades.

06. Um piquenique no parque significa muito mais do que um jantar num restaurante chique.

07. É possível que ao sentar no sofá eu escute um barulho de pato vindo de algum brinquedo esquecido embaixo da almofada.

08. Ganhei peso.

09. Qualquer rabisco num papel desenhado por eles é uma obra de arte.

10. Vejo uma sucata e já imagino um brinquedo.

11. Sair para jantar com o marido, 60% do assunto é sobre os filhos.

12. Vou ao cinema para assistir Lego ou Barbie.

13. Repito algumas frases da minha mãe.

14. Fazer acampamento na sala nunca foi tão divertido, mesmo que no dia seguinte eu fique toda dolorida.

15. Levo bem menos da metade do tempo para me arrumar.

16. Agora tenho dois tipos de sabão para roupas na minha lavanderia.

17. Não posso dar mais carona para ninguém por causa das 3 cadeirinhas no carro.

18. Na minha bolsa agora tem Band Aid.

19. A alimentação ficou mais saudável.

20. Saio para dar uma renovada no meu guarda roupa e volto com uma sacola cheia de conjuntos infantis.

21. Música agora é “Pecorruchos na Fazenda”. Tá, às vezes rola uma galinha pintadinha.

22. Tenho medo de morrer e não educar eles do meu jeito, com meus valores e princípios.

23. Aprendi a dizer não.

24. Quando penso em férias a primeira coisa que digito no google é: Hotéis para ir com crianças.

25. A pilha de roupas para lavar triplicou.

26. E para passar também.

27. Tomo banho com um bebê dentro do banheiro e ainda tenho que ficar o tempo todo fazendo palhaçada para o chororô não começar.

28. Como feijão para dar bom exemplo. Mas quiabo ainda não.

29. Agora eu ouço: “Mãe, limpa eu”. Não que isso seja legal.

30. Na minha penteadeira tem um perfume da Moranguinho e um do Batmam.

31. Acordo a noite para ver se meus pequenos estão respirando.

32. A insônia sumiu.

33. Nunca fui tão grata a Deus.

34. Compro mais livros para as crianças do que para mim.

35. Durmo tarde e acordo cedo, afinal não tem outro jeito.

36. Tem desenhos das crianças pendurados pela casa toda.

37. Não posso simplesmente cuidar só de mim.

38. Não usei perfume enquanto amamentei.

39. Comecei a comer sopa! Isso é um milagre, perguntem para minha mãe.

40. Tenho muito medo de perder alguém.

41. Fiquei mais forte e encaro com coragem o que vier pela frente.

42. Dirijo até a escola, futebol, capoeira, dança e música e nenhuma dessas atividades são para mim.

43. Chego com três crianças na academia (santa brinquedoteca!)

44. Cuido mais da minha saúde.

45. Na hora de dormir, demora menos de 1 segundo para eu entrar em estado de sono profundo.

46. Quando o dia está ensolarado (o que não é muito comum aqui na Alemanha) fico animada e penso: “Hoje as roupas vão secar que é uma beleza!”

47. Engulo mais sapos.

48. Vou ao céu com um: “você é a melhor mamãe do mundo!”

49. Aqueles presentinhos do dia das mães na escola me levavam ao choro. (Não que eu não chore mais, é que aqui na Alemanha não se comemora dia das Mães e dia dos Pais nas escolas).

50. Purê com Salsicha e molho tomate entrou para o cardápio da semana.

51. Mudei o trabalho para Home Office.

52. Enchi minha casa de regras e às vezes me pego cometendo alguma infração.

53. Tenho uma gaveta só de pratos, copos, potes e talheres de plásticos. Tudo colorido, claro.

54. Meu medo de altura triplicou e se eles chegam a 100 metros de algo que tenha mais de 1/2 metro de altura, quase tenho um infarto.

55. No meu porta mala tem sempre uma bola, dois patinetes e um carrinho de bebê.

56. Por mais que o sono tornou-se pesado, acordo com qualquer mosquinha no quarto das crianças.

57. Agora sei e sinto que intuição de mãe é verdadeira.

58. Sempre repito para mim mesma com orgulho: Mãe é mãe!

59. Meu escritório se resumiu a uma escrivaninha num cantinho da sala para dar lugar ao quarto de brincar.

60. Compro mais jogos de tabuleiro e me divirto muito jogando com a família.

61. Nunca mais viajei sem crianças.

62. Passei a beber bem menos coca cola.

63. Vivo contando as histórias de quando eu era criança para meus filhos, e isso tem me trazido boas recordações.

64. Gravamos um Cd de MP3 para o carro e entre Laura Pausini, Dream Theather e Michael Bublé tem a trilha sonora do Bolt, o Super Cão.

65. Certeza que 75% dos filmes aqui de casa são de crianças, mas eu amo quase todos.

66. Choro muito e até evito assistir Toy Store 3 só de imaginar quando chegar a minha vez de esvaziar o quarto do meu filho quando ele for para faculdade ou casar.

67. Fico com saudade das crianças quando elas estão dormindo.

68. Quando estou sozinha – o que é muitíssimo raro – fico até perdida e esqueço que posso fazer as unhas ou ler um livro.

69. Tenho mais paciência, mas quando a perco, me arrependo.

70. Não sou mais consumista.

71. O lixo reciclável aqui em casa aumentou.

72. Leio muito mais rótulos dos produtos alimentares.

73. Levo um álcool gel e um lencinho umedecido sempre comigo.

74. Experimento antes tudo o que as crianças vão comer, até as papinhas industrializadas.

75. Pintar virou um Hobby.

76. Cozinho com um bebê grudado no meu pé.

77. Consigo conversar no telefone mesmo com alguém querendo colo e duas crianças te chamando ao mesmo tempo.

78. Agora tenho um calendário pendurado na cozinha com os horários da semana, antes nem agenda eu tinha.

79. Não fico mais horas no telefone com as amigas.

80. Agora meus pais são avôs, mesmo que óbvio e natural, não deixa de ser especial.

81. Sou mais unida ao meu marido e vemos nossa família como um time.

82. As paredes possuem marcas de mãos e algumas letras rabiscadas.

83. Aprendi que rotina faz bem para crianças.

84. Acho que criança tem que brincar mas já pode assumir pequenas responsabilidades em casa.

85. Nunca tive um cabelo tao cumprido, pois com a correria esqueço de marcar cabeleireiro para mim!

86. Não julgo tanto as atitudes de outras mães.

87. Passei a revelar as fotos digitais e montar álbuns.

88. Agora tenho dois blogs.

89. Comprei outra sapateira.

90. No banco de trás do carro tem brinquedos pendurados.

91. Ver meu filho sair da escola e abrir o maior sorrisão ao me ver não tem preço.

92. Demoro muito mais para escolher presentes para crianças.

93. Descobri que não existe fragrância melhor do que o cheirinho de filho.

94. O Pequeno Príncipe com suas frases geniais se tornou leitura anual obrigatória para mim, pois me faz ver um pouquinho do mundo pelo olhar de uma criança.

95. Ganhei mais uma profissão: cabeleireira exclusiva da franjinha da minha filha.

96. Os produtos de limpeza subiram 3 prateleiras e agora para pegá-los até eu preciso de um banquinho. Mas prefiro assim.

97. Ser responsável por mais três crianças no mundo me deixa entusiasmada.

98. A televisão fica desligada no fim de semana, a menos quando optamos por um “cineminha com pipoca” em casa.

99. Retomei meu Hobby de colecionar e colar figurinhas.

100. Ficar em casa todo mundo junto se tornou uma das melhores coisas da vida. Aproveito muito isso porque sei que um dia eles crescerão. Beijo, abraço, aperto, cheiro, brinco, escuto, converso … sempre serei mãe, mas nem sempre eles serão crianças.

Minha vida mudou, e para melhor! E a de vocês? Grande beijo

Anúncios

9 comentários sobre “100 coisas que mudaram na minha vida depois dos filhos.

    • Olá Adelaine. Esse é um medo seu e de muitas outras futuras mamães, gestantes e porque não, de mulheres que já possuem filhos. A hora do parto é um momento de ansiedade e cuidados. Se o pré – natal for feito desde o início, com um profissional atencioso e competente, esse medo vai diminuindo ao longo das 40 semanas! Fiz 3 cesárias, a prmeira porque meu bebê nasceu de 33 semanas, a segunda porque minha bebê não queria nascer de jeito nenhum e a terceira porque aqui na Alemanha eles recomendam outra cesária após 2. Confesso que sempre tive medo de parto normal, mas hoje, pensando nos benefícios e na recuperação, acredito ser a melhor opção para as mães e para os bebês. Desde sempre as mulheres têm filhos, pense nisso. Não é lá um bicho de 7 cabeças, o importante é fazer o pré natal certinho e se preparar de acordo com o tipo de parto. Boa sorte!!! 🙂

  1. Oi Cá… Adorei o texto! Muito lindo!
    Faltou “Não dar tempo de fazer algumas coisas muito importantes, mas se o outro for mãe entenderá ” Rsrsrsr
    Estou em falta com vocês… Falei q ia ligar, mas não liguei! De qualquer forma vcs estão sempre no meu pensamento e orações!! Saudades, beijos nos três que adoro de montão!! Vcs fazem falta no nosso dia a dia!
    * esses dias contei para Mateus e Felipe o dia do nascimento da Camila e roubo do Fusca… Rsrsrsrs Eles adoraram!!

  2. Amei, me encaixei em cada item e feliz , mto feliz por cada um!Sempre que acordo de madrugada e fico andando no corredor, já me peguei lembrando de suas frases e que somos a ultima e a primeira a acordar, que a gente tem impressão que vai encontrar conosco mesma, kkkkkk…..
    Obrigada Carol pelas palavras e compartilho com você desse maravilhoso mundo de entrega com nossos pequenos!!!
    Bjao

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s