Tudo sobre alimentação de bebês! Nutricionista responde as nossas maiores dúvidas.

Quem tem bebê em casa? Eu!! Por mais que seja meu terceiro filho, as dúvidas sempre aparecem na hora de iniciar a fase da alimentação do bebê. Isso porquê é um momento delicado, importante e que gera uma ansiedade enooooorme nas mamães. img_5519
Para me ajudar nesta fase importante do meu bebê, a nutricionista Giovana Bagarollo Rossi respondeu todas as minhas perguntas e dúvidas. Disponibilizo a entrevista aqui para vocês, queridas leitoras e mamães!

1. Quando começar a dar papinha para o bebê e de que forma?
Ao bebê deve ser oferecido apenas o leite materno até os 6 meses de vida. Quando o bebê atingir essa idade, iniciamos com as papinhas, de forma lenta e gradual, mantendo o leite materno até quando a mãe puder (a OMS preconiza até os 2 anos ou mais).
Nessa época dos 6 meses até os 12 meses, a alimentação é COMPLEMENTAR ao leite, e não o substitui. Tudo deve ser feito gradualmente, pois o bebê está se adaptando aos novos sabores e texturas, à colher, à temperatura. São 6 meses para que tudo isso ocorra, até que aos 12 meses a alimentação já está próxima à da família, com apenas algumas adaptações.

2. Uso alho, cebola e azeite para temperar? Existe alguma restrição?
O uso de temperos naturais é recomendado sim, e não há restrição para nenhum deles. Desde cebola e alho, à salsinha, cebolinha, coentro, orégano… Azeite é essencial colocar um fio, para dar sabor e fornecer os nutrientes que este alimento tem. Como o item anterior, tudo é feito de forma gradual, e o tempero precisa ser suave, pois o paladar está sendo moldado. O sal é o mínimo possível, justamente para que o bebê possa experimentar os sabores naturais dos alimentos e se acostumar com menos sal.

3. O que devo pensar na hora de escolher os alimentos da papinha do bebê?
Cada cor representa um nutriente, e assim, um benefício deste alimento para nossa saúde. Portanto, na hora de escolher os alimentos, devo pensar em um prato colorido (vide tabela). Além disso, devo utilizar alimentos que estão no período de safra, pois estes terão mais qualidade e frescor. Alimentos integrais podem e devem ser oferecidos aos bebês (arroz ou pães integrais ou 7 grãos).
Os alimentos devem ser oferecidos preferencialmente “mal” amassados. Não é recomendado o uso de liquidificador ou processador, pois os alimentos ficam muito triturados e com o sabor todo misturado. Ao amassar com o garfo, deixar pedaços menores, para que o bebê sinta a textura e os sabores separados.
As papas desde o início podem conter carne bem desfiada (bovina, frango, peixe) ou o caldo dessas carnes. Ovos somente a gema e bem cozida até os 12 meses.
4. A partir de que idade pode usar mel na papinha de frutas ou nos sucos?
O ideal é que o bebê nem precise de mel, que seja acostumado ao sabor natural das frutas. Pode ser adicionado à papas doces ou sucos apenas após os 12 meses de vida, com cuidado, pois é um alimento muito doce, e como os bebês tem preferência por doces, talvez ele só passe a aceitar frutas com mel, sucos com mel. Assim como o sal, menos é mais nessa fase de construção do paladar.

5. Qual a quantidade de papinha salgada que meu filho deve comer? Quantas vezes ao dia?
Aos 6 meses a alimentação complementar pode ser oferecida 3 vezes ao dia para a criança que recebe leite materno, e 5 vezes ao dia para a criança que estiver desmamada.*IMPORTANTE: O esquema alimentar é para crianças que ainda estão com leite materno. Dependendo da idade que houver o desmame, há outro esquema alimentar, que depende justamente da idade. A nutricionista pode indicar individualmente.
O esquema não tem horários pré definidos inicialmente, pois é livre demanda, assim como a quantidade: dar o volume que o bebê aceitar. Porém, gradualmente (até os 12 meses) ir adaptando horários conforme a alimentação da família.

6. Bebês sentem sede?
Sim, a partir do momento que iniciar a alimentação complementar, devemos iniciar com a água, livre demanda. Antes disso não é necessário, pois o leite materno supre todas as necessidades do bebê, inclusive de água.
Sede é muito pessoal, tem bebês que tomam muita água e tem bebês que não tomam quase nada. Ofereça sempre, e principalmente em épocas mais quentes. Se seu bebê não é muito fã de tomar água, experimente oferecer em diferentes temperaturas e copos, talvez nessas alterações seja possível encontrar uma forma ideal de oferecer água ao seu bebê.

7. Quando devo introduzir sucos no dia a dia do bebê? Em que quantidade?
Sucos podem ser oferecidos nos lanches de frutas, mas não são as melhores opções, devido à total falta de textura. Pode ser oferecido junto com as papas salgadas, porém, com controle da quantidade, senão o bebê pode se satisfazer apenas com o suco (visto que eles preferem o doce ao salgado). Ao acompanhar as refeições, dê preferência ao suco de laranja, pois este contém vitamina C, geralmente são feitos da fruta fresca mesmo em restaurantes, e ajudam na absorção de ferro.

8. Para os pais que são vegetarianos, carnes são importantes para os bebês?
Carnes fornecem ferro de um tipo específico (HEME) e são a única fonte deste ferro. Os vegetais verde-escuros contém ferro também, mas de outro tipo (NÃO HEME). Como somos animais, absorvemos melhor o ferro do tipo heme.
Famílias vegetarianas precisam consumir uma quantidade maior de vegetais verde-escuros justamente para suprir essa necessidade e de preferência, associar ao consumo de suco de laranja, ou a fruta mesmo após a refeição para aumentar a disponibilidade deste nutriente no organismo. Adultos entendem isso, porém, bebês estão formando seu paladar, e dependendo da aceitação desses vegetais, não tem consumo desse nutriente tão importante na quantidade adequada. Os pais vegetarianos que querem que seus filhos também sejam devem avisar ao pediatra e/ou nutricionista e acompanhar de perto o consumo destes alimentos.

9. O que não colocar na papinha?
Açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos, guloseimas em geral e produtos industrializados em geral não devem fazer parte da alimentação dos bebês. Quanto mais tarde o bebê for apresentado a estes alimentos, melhor. O paladar do bebê é um quadro em branco, e podemos pintar como quisermos, e disso depende a alimentação dele no futuro.

10. Quais são as frutas mais indicadas para iniciar esta fase importante na vida do bebê?
Qualquer fruta é indicada. É importante oferecer com diversidade e de acordo com a safra, para garantir alimentos mais frescos. Quanto mais frutas (tipos), mais variado será o paladar do bebê. Geralmente inicia-se com maçã, banana, mamão, pera, melão, melancia, morango…

11. Vamos falar sobre BLW? img_5526
BLW nada mais é que a sigla para BABY LED WEANING, ou seja, deixar o bebê se alimentar sozinho, levando o alimento à boca desde o início da introdução da alimentação.
É uma técnica nova, que iniciou nos Estados Unidos para favorecer a alimentação natural dos bebês. Consiste em oferecer um pedaço adequado para que o bebê consiga segurar sozinho, levar à boca e literalmente se “lambuzar”. Essa técnica garante que dessa forma os bebês são mais estimulados e tem maior interesse pelos alimentos.
Eu acredito ser uma forma muito divertida para os bebês, que são grandes descobridores nessa idade. Podem ser ofertadas desde frutas a legumes cozidos (cenoura em palitinhos, abobrinha).

Uma dica: a alimentação é mais uma descoberta, dentre tantas nessa fase da vida. Deixar o bebê explorar cores, formas, texturas, temperaturas com as mãos, os pés, os olhos, etc… Faz parte! Essa fase de “sujeira” passa rápido. Deixe que isso aconteça em casa, e deixe que seja uma experiência rica, para favorecer uma alimentação bem diversificada na vida adulta.

Gostaram? Eu amei!! Quer conversar com a nutricionista ou fazer uma palestra na sua escola sobre alimentação? Então não deixe de anotar o contato:

Giovana Bagarollo Rossi, CRN 20.393. Nutricionista formada pela Universidade Paulista, pós-graduanda em Nutrição humana aplicada à prática clinica, com tese defendida sobre introdução da alimentação complementar, palestrante para crianças e pais sobre o mundo da nutrição!

giovana.nutri@gmail.com

Anúncios

5 comentários sobre “Tudo sobre alimentação de bebês! Nutricionista responde as nossas maiores dúvidas.

  1. bom dia!
    minha bebe completa 4 meses dia 26 , como tenho que voltar trabalhar entrei em desespero quando ela não quis pegar a mamadeira .
    tentei vários tipos de leite ( NAN , APTAMIL , DE SAQUINHO …) por fim ela só aceitou o leite de saquinho fervido com 2 ameixas e com uma pontinha de colher do sustagem kids …
    estou muito preocupada se estou alimentando direito a minha bebe , ela está com o intestino um tanto preso … O QUE FAÇO POR FAVOR ME AJUDE COM UMA OPNIÃO CONCRETA.

    grata

    • Oi Sandra, um dos meus filhos tem o intestino preso também, mas ele já tem 3 anos e iniciamos um tratatamento há mais ou menos 6 meses. Ainda não vi muitos resultados, aguardarei um pouco mais. Mas sua bebê tem agora quase 7 meses , é uma outra situação, então acho melhor perguntar para um/a nutri ou para o/a pediatra. Não deu certo tirar o seu leite? Difícil mesmo esta fase. Diga se está melhor agora… Abraço e boa sorte….

  2. Pingback: Independência – O caminho que nossos filhos precisam trilhar desde pequenos … e sozinhos. | Super Mammy

  3. Adorei esse artigo!!! Muito informativo!!! Pediatras deveriam de se atualizar mais em detalhes em termos de uma alimentação ao bebê!!! Parabéns p/ as duas!!!

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s