Mãe, eu tive um sonho…

big wolfAcabo de acordar com minha filha me chamando:

“Mãe! Mãe…” gritava ela em seu quarto. Quando cheguei foi dizendo: “Eu tive um sonho maluco”, e simplesmente virou para o lado e dormiu, sem me contar o incrível sonho que me fez levantar da cama às 2 da manhã!

Os sonhos guiam nossa vida, já os pesadelos podem perturbar a noite de sono de uma criança. Nesse caso, o jeito é acalmá-la trazendo-a de volta para a realidade e passando a segurança necessária para que nossos pequenos voltem para um soninho mais tranquilo e possam descansar mais um pouco. E nós, também!

Uma vez, quando eu tinha 9 anos, sonhei que eu usava aparelho nos dentes (na verdade esse era um desejo real, dá para acreditar?). Só sei que quando acordei fui “seca” pegar meus aparelhos, afinal eu tinha acabado de guardá-los na caixinha! Era “óbvio” que eles estavam ali em meu quarto. Procurei e nada de achar. Perguntei para minha mãe: “Mãe, cadê meu aparelho?” Quando ela me disse que eu nunca havia usado aparelho na vida, me frustrei. Parecia tão, tão real!

Confesso que de uns tempos para cá sonho pouco, ou pelo menos, não me lembro deles. Isso deve ser por causa das noites mal dormidas de uma mãe de recém nascido! Mas no geral, sempre me lembrei dos sonhos e frequentemente eles são muito impactantes para mim.

E com meus filhos é assim também, sonham, se lembram e vivem contando para mim as aventuras e os perigos vividos nesse maravilhoso mundo que existe dentro de cada um de nós. Tem uma cobra, por exemplo, que insiste em aparecer nos sonhos (e pesadelos) do meu filho mais velho. Já tive que dormir com ele várias noites por causa da danada.

Mas por quê as crianças possuem tantos pesadelos? Com o que elas sonham? Como ajudá-los a separar sonhos da realidade?

A maioria dos pesadelos acontece durante o sono profundo, o mais provável é que os pesadelos ocorram no último terço da noite, já depois das quatro da madrugada. As crianças acordam assustadas, confundindo fantasia com realidade e buscam o conforto e o abrigo dos pais. Podem lembrar com detalhes dos pesadelos e nos contar tudinho.

Mas o que provoca os pesadelos?

Agitação por causa de algum probleminha na escola, ansiedade despertada por alguma mudança iminente, alimentação pesada durante a noite, acontecimentos traumáticos como briga ou separação dos pais, um filme ou uma história de suspense vista ou ouvida durante a noite, com fantasmas, E.T.s e monstros, por exemplo, podem ser fatores que despertam o pesadelo durante o sono.

A própria escuridão da noite assusta muitas crianças. Minha filha sempre me diz que tem medo da noite. E eu sempre digo a ela que eu adoro, porque é durante a noite que consigo ver a lua e as estrelas que tanto amo observar. Ela me olha com aquele “olhão arregalado” como quem diz: “que louca é minha mãe”, porque afinal, noite para ela é sinal de bruxas soltas por perto!

Na verdade os pesadelos nascem de um medo, de uma fragilidade natural do ser humano, e revelam-se pela primeira vez já a partir dos 12 aos 18 meses de vida. Criar uma rotina tranquila antes de dormir, ajuda nossas crianças a terem mais sonhos do que pesadelos.

Colocar o filho cedo para dormir, em um ambiente limpo e tranquilo, sem o barulho e agitação externa e com uma iluminação aconchegante proporcionará a ele uma atmosfera perfeita para uma noite de sono e de sonhos.

Evitar televisão a noite, substituindo por uma atividade como pintura ou leitura, faz bem, acrescenta e acalma. Trazendo a paz necessária para a horinha do sono noturno, diminuindo a incidência de pesadelos.

E por falar nisso, nosso papel é muito importante na hora que as crianças acordam de um sonho ruim: se nos procuram por causa do medo que estão sentindo, é porque confiam em nós. Então, devemos retribuir essa confiança dando importância ao sentimento deles, mostrando que a realidade está bem mais segura e tranquila do que os seus pesadelos.

Só por curiosidade, aqui está um ranking dos pesadelos mais frequentes entre as crianças:

  1. Monstros
  2. Precipícios
  3. Insetos
  4. Troca de papéis (O dócil cachorrinho da vida real transforma-se em uma temível ameaça)
  5. Bruxas
  6. Animais Malvados
  7. Perder os pais

Os pesadelos tendem a diminuir conforme as crianças vão crescendo. Ainda bem! Mas como os meus filhotes ainda são pequenos, vou ficando por aqui … Preciso dormir antes que alguma “cobra” ou outro “sonho maluco” me desperte.

Bons sonhos, mamães!

Anúncios

2 comentários sobre “Mãe, eu tive um sonho…

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s