O que não pode faltar na bolsa da Mãe!

Os meus filhos possuem muita coisa em comum, mas a rotina diária deles é bem diferente! Cada um tem uma escola, horários que não batem, amigos diferentes … e por aí vai! Resultado? Eu (mais #bebêvaijunto) fico andando para lá e para cá o dia inteiro para conseguir fazer acontecer a agenda semanal dos meus filhos.

Há 2 meses notei uma dor em todo o meu braço esquerdo. Fiquei preocupada mas logo descobri que era uma dor muscular causada pelas tralhas que carregava sem pensar. Mochilas, garrafinhas de água, moletons, casacão, minha bolsa, bolsa do neném, bebê conforto, chave de casa, do carro, potinho com comida, brinquedos, compras do mercado … e mais o meu bebê, que não é uma tralhinha, mas pesa bastante!

Subindo e descendo as escadas do meu prédio – que não possui elevador – com tudo isso, não poderia esperar outra coisa a não ser essa dorzinha incomoda. Então, resolvi dar um jeitinho nisso! Mudei alguns hábitos, compactei algumas coisas e coloquei as crianças para ajudar.

Mochilas, casacos e brinquedos.

As crianças ora subiam com suas mochilas, ora eu é quem levava lá para cima. Então, essa foi uma das primeiras mudanças a fazer. Quando estaciono o carro na garagem, a primeira coisa que falo é: “peguem suas mochilas, casacos e brinquedos”. Abro a porta do carro e confiro se está tudo com eles, são 5 segundos que me livram de subir com os objetos esquecidos pelas crianças. No final das contas eles colocam o casaco, sobem com as mochilas nas costas e um brinquedo ou bola nas mãos. Fácil para eles, menos peso para meu braço!

Compras do mercado.

Coloco as comprinhas do dia a dia em uma sacola de pano e carrego no ombro. Agora minhas mãos ficam livres e não preciso mais usar a boca para levar a chave de casa 🙂 Eca!

Minha bolsa.

A minha principal mudança foi com relação a bolsa. Continuo levando para cima e para baixo todas as coisas, só que agora compactei tudo e uso apenas a minha bolsa – deixei de lado a mala do bebê no dia a dia. Ainda, adotei o uso de mochila, pois coloco no ombro e deixo as mãos livres para carregar o bebê conforto,  empurrar o carrinho, etc…  Agora, com as mãos livres posso até me dar o luxo de passar as mãos no cabelo ou dar uma coçadinha na ponta do nariz enquanto caminho rsrsrs.

Como?

A primeira coisa que fiz foi pensar no que é necessário levar para uma saída de no máximo 4 horas, levando em consideração a idade e as necessidades de cada um dos meus filhos que possuem 7 anos, 5 anos e 7 meses.  Depois do necessário, pensei em tudo o que é importante levar, como documentos, band aid, carteira, etc. … Organizei aquilo que ajuda na hora do entretenimento da criançada, e não deixei de fora da bolsa! Por último, coloquei na mesa as minhas bugigangas, e separei para colocar na bolsa apenas o essencial.

Querem ver como ficou?

Assistam a este vídeo e vejam como tanta coisa pode caber dentro de uma mochila. Essa dica facilitou meu dia a dia e curou minha dor no braço. Não é milagre, é re-organização! 😉

Beijos para todas as mamães!!

👶 🐾 💋

Anúncios

Um comentário sobre “O que não pode faltar na bolsa da Mãe!

  1. Pingback: Penteados para as mamães arrasarem até o fim da festa! | Super Mammy

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s